terça-feira, 29 de dezembro de 2009

Arrependei-vos!


A gente ri dos salvadores da pátria, gente que se imagina com poderes além da conta que, na maioria das vezes, não tem poder para ir além das botinas. Experimente então olhar para os salvadores do mundo. É difícil saber onde está a linha que separa a loucura do charlatanismo. O que não se discute, porém, é o quanto eles conseguem ser engraçados.

Nesta semana, recebemos e-mail reproduzindo alguns anúncios nesta linha e que são de rachar o bico. Um deles apresenta o “Profeta Luiz Cláudio”. Segundo o próprio anúncio, trata-se de um “ex-travesti, ex-presidiário, ex-bruxo” e ex-outras coisas, inclusive ex-portador do vírus da Aids. “Agora casado com uma mulher que não tem útero e com dois filhos”, acrescenta o texto...

E o que dizer do anúncio de Carlos Magalhães, de uma tal de “Assistência Mundial”? Ele se apresenta como indicado para o Prêmio Nobel de Fisiologia pela descoberta da quarta parte da mente humana, denominada essência, “o maior fato da Psicologia, depois de Sigmund Freud”. Modéstia é coisa que não existe no dicionário de Magalhães, que se intitula “Salvador do Planeta”, promete orientação espiritual e, claro, pede que façam depósitos em seu nome em qualquer agência do Banco do Brasil ou do Bradesco.

Pior, só mesmo Pai Ambrósio, que andou colando anúncios em postes e paredes de várias cidades com o seguinte texto: “Resolvo os problemas amorosos e profissionais. Curo qualquer doença (até viadagem). Curo qualquer vício. Encontro cão perdido. Tiro unha encravada e fimose”.

Mais engraçado que isso, só mesmo uma faixa na frente de uma pequena igreja, anunciando, com todas as letras: “O pastor Lúcio Hermano, que morreu após uma facada no coração, estará contando seu testemunho e agradecendo a Deus pelo milagre!”.

segunda-feira, 28 de dezembro de 2009

Fim de ano: haja comilança!


NÃO É FÁCIL perder peso. Antes a gente perde o ânimo, depois a paciência e, por fim, a vontade de continuar existindo sobre a face da Terra. Parece um complô do destino: por todo lugar onde se olha há coisa gostosa para se comer. A começar pelas propagandas na televisão. Isso é tão complicado para quem está de dieta que devia haver uma lei obrigando as emissoras a fazerem, entre um programa e outro, o seguinte alerta:
- Aviso: a programação a seguir contém 17 minutos de propaganda de alimentos. Nutricionistas e esteticistas recomendam que, se você já estiver fora do peso, desligue a tevê e faça uma caminhada.

ESTÁ PROVADO QUE muitas pessoas têm sérios distúrbios de comportamento quando fazem dietas de emagrecimento. Algumas começam a delirar com feijoadas e churrascos, enquanto outras passam a sofrer com sonambulismo. Perambulam pela noite, sobretudo em direção à geladeira. Uma amiga desabafava dia desses:
- Toda vez que eu faço dieta, perco o juízo. Infelizmente ele não pesa grande coisa...

OUTRO CONHECIDO desenvolveu técnicas ousadas para assaltar a geladeira. Uma delas era se dirigir à cozinha de costas, para dar a impressão que estava voltando. Também aprendeu a se rastejar pelo carpete, como um combatente na guerra, e a fingir que dormia em frente à televisão para, na primeira oportunidade, levantar-se num pulo e cair em frente à geladeira. Certa madrugada, flagrado pela esposa enquanto devorava um pudim, ele saiu-se com esta:
- O médico disse que eu devo consumir 1.800 calorias por dia. Não falou nada sobre a noite...

NÃO DÁ PARA entender por que a tecnologia não é melhor utilizada na guerra contra o peso. Por que o homem ainda não inventou máquina capaz de eliminar o poder nutritivo de um belo churrasco ou de uma macarronada, deixando apenas seu paladar? Ok, ok, pensemos em coisa mais fáceis e mais práticas. Que tal uma geladeira que só abra mediante uma senha de oito dígitos, leitura óptica de retina, análise óptica comparativa da impressão digital e exames de DNA?

quinta-feira, 24 de dezembro de 2009

Espírito de porco natalino


Meu espírito natalino sempre foi uma bosta.
Na verdade, eu me divirto vendo as confraternizações de final de ano, quando as pessoas que se hostilizaram o ano inteiro trocam presentes e sorrisos, sabendo que em breve estarão se tratando novamente com cinismo, hipocrisia e outras atitudes deprimentes. E o que dizer daqueles que aplacam o incômodo de terem a geladeira cheia num país onde milhões de pessoas passam fome, por isso dão um panetone ou uma garrafa de cidra para os empregados ou os desvalidos da vida? No duro, essas pessoas se acham tocadas pelo verdadeiro "espírito cristão". Por que lutar por uma distribuição mais justa da renda ou contra as injustiças do mundo se a consciência se contenta em pegar uma cartinha no Correio e mandar um par de tênis pirata para alguma pretinha desdentada da periferia?
Vou encher a caveira de cachaça, como sempre. E esperar que o Papai Noel entale na lareira, morrendo asfixiado em meio à fuligem.

quarta-feira, 23 de dezembro de 2009

Ano novo, visual novo


Para 2010, estudo algumas mudanças no meu visual. Consultei vários especialistas e o que mais perto chegou do que eu queria foi o Cidinho Bunda Fofa, do Salão Madre Paula, de Moema. Ele até encontrou esse modelo aí, para me encorajar. Distribuí a foto entre amigos e praticamente todos aprovaram. O você? O que acha?

Frases pinçadas por aí

O POVO CONTINUA maldizendo esses atendimentos por telefone. Um senhor diz ter ligado para uma empresa de telefonia e ouvido a seguinte gravação:
- Você ligou para o Departamento de Números Trocados. Para falar com o ramal 32, digite 36. Para falar com o ramal 36, digite o 41. Para falar com o ramal 41, digite o 55. Para desligar, basta permanecer na linha...


A VIDA MODERNA parece ter contribuído para que as mulheres se sintam mal amadas. Alguém jura ter ouvido a seguinte frase numa loja de perfumes:
- Eu gostaria de alguma coisa que fizesse meu marido prestar mais atenção em mim. Não tem aí algum perfume com cheiro de computador?


CIENTISTA argentino diz que nenhum remédio contra a calvície funciona e que a cura para o problema não deve surgir nos próximos 50 anos. Um amigo, conformado, brinca sobre velho tema: “É dos carecas que elas gozam mais”.

terça-feira, 22 de dezembro de 2009

Só um copo e nada mais...


FUI ONTEM a um debate sobre trânsito. Um importante momento de reflexão sobre o que está acontecendo em nossas estradas, onde se mata e se morre a todo o instante. “A luta para melhorar o trânsito é uma tarefa inglória, pois trata-se de mudar hábitos há muito tempo arraigados na nossa cultura”, dizia um especialista. É verdade. Certas pessoas quando estão ao volante se comportam como animais.
Tanto que deveriam ter lições de direção não numa auto-escola, mas numa clínica veterinária.

DIZ QUE ACONTECEU de verdade, mas com alguém cuja identidade vamos proteger. O carro derrapou na pista, bateu na grade de proteção, rolou sobre os arbustos, bateu de lado em uma árvore e capotou duas vezes. O motorista que vinha atrás e que presenciou toda a cena desceu correndo e ajudou o infeliz condutor, que apesar de tudo saiu dos escombros com apenas alguns arranhões.
- Minha Nossa Senhora! O que foi aquilo? Você está bêbado?
E o outro, batendo a poeira da roupa:
- Claro que sim. Ou você achou que eu era acrobata?

UMA HISTÓRIA clássica nesse sentido é aquela do sujeito que saiu do bar na madrugada e ligou para a delegacia desesperado, relatando que haviam arrombado seu carro.
- Vocês precisam fazer alguma coisa! Levaram o toca CDs, o volante, o câmbio, o painel inteiro. Até os pedais de freio, embreagem e acelerador!
Antes de a atendente continuar o atendimento, ouviu uns barulhos estranhos na linha, seguidos por um silêncio. Em instantes, o sujeito retorna:
- Olha, esquece. Eu tinha entrado no banco de trás...

O ASSUNTO nos lembra a história do sujeito que estava na porta de um bar tomando a 15ª pinga, quando passou uma antiga conhecida da família e passou-lhe dura reprimenda. A certa altura, tomada de indignação, a mulher perguntou:
- Você sabia que o Brasil é o segundo país do mundo em consumo de álcool?
O outro, com ar de indiferença, respondeu:
- É culpa dessa crentaiada!
A mulher não acreditou no que ouviu:
- Como culpa dos crentes? Eles nem sequer bebem álcool!
E o sujeito, na bucha:
- Pois é. Se eles ajudassem um pouquinho, a gente estava em primeiro!

segunda-feira, 21 de dezembro de 2009

A lentidão do processo


TODO MUNDO reclama da lentidão da Justiça. Quem é que já não foi vítima desse problema? Um leitor de Ivaiporã nos envia essa interessante história, que deve servir como tema para reflexão sobre o assunto:


Ao transitar pelos corredores do fórum, aquele advogado (e professor) foi chamado por um dos juízes:
- Olha só que erro ortográfico grosseiro temos nesta petição.
Estampado logo na primeira linha do petitório, lia-se: “Esselentíssimo Juiz”.
Gargalhando, o magistrado lhe perguntou:
- Por acaso esse advogado foi seu aluno na Faculdade?
- Foi sim - reconheceu o mestre. Mas onde está o erro ortográfico a que o senhor se refere?
O juiz pareceu surpreso:
- Ora, meu caro, acaso você não sabe como se escreve a palavra Excelentíssimo?
Então explicou o catedrático:
- Acredito que a expressão pode significar duas coisas diferentes. Se o colega desejava se referir a excelência dos seus serviços, o erro ortográfico efetivamente é grosseiro. Entretanto, se fazia alusão à morosidade da prestação jurisdicional, o equívoco reside apenas na junção inapropriada de duas palavras. O certo então seria dizer: “Esse lentíssimo juiz”.

Depois disso, aquele magistrado nunca mais aceitou o tratamento de "Excelentíssimo Juiz" sem antes perguntar:
- Devo receber a expressão como extremo de excelência ou como superlativo de lento?

Melhor idade?


REPORTAGEM MOSTRA que a expectativa de vida do brasileiro deve continuar subindo. Isso é bom. Um número cada vez maior de pessoas vai ter que aprender a envelhecer. E outro tanto vai ter que aprender a conviver com os idosos. Hoje, esse relacionamento nem sempre é dos melhores, o que é uma pena. Há muito que aprender com os velhinhos, inclusive em matéria de humor. O avô de um amigo nosso demora tanto, mas tanto para tomar o café da manhã, que o rapaz fez a seguinte advertência dia desses:
- Vô, anda logo que esse iogurte aí vai vencer em três dias!

domingo, 20 de dezembro de 2009

convalesço

convalesço
dos males que me infligi
das noites que não dormi
mulheres que em vão amei



convalesço
da vertigem que fiz de mim
do cavalo que quis meu fim
vida que desesperei



restabeleço contato
com tudo que quis pra mim
com o tanto que um dia eu fui
com o tal que desaprendi



restabeleço contudo
com tato tempo e afeto
com nada chamado pressa
nem nunca de outra de horror



com calma amanheço
da delirante noite do ópio
da nebulosa treva tenebrosa
do uivo lancinante do demente



amanheço
com a boca seca da miséria
com o lábio rachado do pavor
com o cinzeiro entupido de visões



amanheço com calma

.


(chacal / 89)

sábado, 19 de dezembro de 2009

A foto mais gostosa da Fernanda Young


Está lançado o concurso "A foto mais gostosa da Fernanda Young". Eu, particularmente, gostei mais dessa aí. O você? Mande sua mensagem e concorra a uma coletânea de frases inteligentes do Lula...

sexta-feira, 18 de dezembro de 2009

Gostosa é a vovozinha!

Estrutura de governo


Quem aí já se esqueceu que a Secretaria Especial de Ações de Longo Prazo é o nome do cabidão de empregos criado por Lula? Nesta linha, a sugestão de outras criações que bem poderiam se prestar ao fim de alojar a companheirada:

- Secretaria Para Assuntos Onde Ninguém Foi Chamado
- Secretaria do Sei Lá, Entende?
- Secretaria do Quem Mexeu no Meu Queijo
- Coordenadoria dos Semi-Analfabetos com Mandato Eletivo
- Secretaria Especial Para Conferir Se Existe Vida em Marte
- Secretaria da Picanha e da Maminha (cujo secretário terá status de ministro)
- Secretaria dos Improvisos
- Secretaria do Se Deu Zebra, Melhor Nem Me Avisar
- Ministério da Puxação de Saco e da Bajulação Federal
- Tribunal do Faz de Contas
- Secretaria do Nunca Antes Nesse País
- Secretaria Para Falar Mal do Fernando Henrique
- Secretaria da Assistência ao Botox (cargo exercido figurativamente pela primeira-dama)
- Gabinete da Morcegação Eterna
- Secretaria Especial de Apoio aos Portadores de Dólar na Cueca
- Secretaria Executiva de Reabilitação dos Mensaleiros e Similares
- Coordenadoria dos Coçadores de Saco e Outras Regiões Pudendas

(Com charge do Frank)

quinta-feira, 17 de dezembro de 2009

Fique de bico fechado!


...sempre que ouvir frases do tipo:
- Para meu próximo número, vou precisar de um tubo de vaselina e de um voluntário.

Pessoalmente falando

Quero para mim o espírito desta frase,
transformada a forma para a casar com o que eu sou:
Viver não é necessário; o que é necessário é criar.

Fernando Pessoa

Silvano Mello - Brasil

quarta-feira, 16 de dezembro de 2009

Vivendo e aprendendo


ADOLESCENTES precisam ser introduzidos com paciência e disciplina no mundo dos adultos. Um bom começo, quando se pensa na sobrevivência deles, é ensinar algumas receitas básicas. Eu, por exemplo, recomendo, a partir de experiência própria, que a primeira receita seja esta: “Como Preparar um Copo de Água”. Isso porque a preguiça crônica de alguns adolescentes faz com que bebam pouca água durante o dia. Está provado que 28% deles se esparramam sobre o sofá e pedem às mães, à empregada, aos irmãos mais novos ou a qualquer criatura que se mova nas imediações que pegue a eles um copo de água na cozinha. O jeito, portanto, é mostrar que qualquer pessoa, com um pouco de dedicação e habilidade, pode preparar seu suculento e nutritivo copo de água.
Explique ao interessado que os ingredientes são simples: um copo, uma boca sedenta e uma garrafa de água na geladeira. Modo de preparo: abre-se a geladeira, retira-se a garrafa ou jarra de água, inclina-se o referido objeto até que este libere no interior do copo a quantidade necessária de água. Sirva em seguida. Esta porção dá para uma pessoa. Detalhe: mostre ao adolescente que ele pode levar de uma simples advertência até um cascudo caso não restitua o recipiente, devidamente reabastecido, na geladeira.
OOO
NÃO É FÁCIL ser adolescente. Muitos deles não sabem o que fazer para se aparecer. Os garotos querem motos barulhentas, enchem o cabelo de gel, tentam falar grosso, fazem o diabo. As meninas pintam o cabelo de roxo, usam saias cada vez mais curtas ou recorrem a outros métodos apelativos. Um amigo nos conta a história de uma adolescente que colocou uma saia bastante decotada. Depois, chegou para a mãe e perguntou:
- Você acha esse decote muito exagerado?
- Filha, você tem cabelo no peito?
- Não.
- Então, acho que está exagerado.

terça-feira, 15 de dezembro de 2009

Desculpem, mas não resisti!


Leitores mandaram para cá: o que é bom para os americanos, é bom para os brasileiros. Depois de “Obama” ser eleito nos EUA, o Brasil apresenta, como opção para 2010, votar em “Obosta”.

Bendito back-up!


FAZER BACK-UP, ou cópia de segurança, é obrigação para quem quer garantia de preservar os dados quando trabalha no computador. Muita gente há que, sem mais nem menos, perde tudo por causa de pane no sistema. Aí o jeito é cortar os pulsos, tomar uma caneca de Baygon ou ouvir a TV Senado dia e noite até ficar louco. Talvez fosse o caso de fazer back-up de outras coisas, só por segurança. Imagine a cena:
- Fiz back-up do meu casamento. Eu bem sabia que minha sogra era o vírus que ia a dar pau em tudo.
Ou então a conversa entre dois jovens de nosso tempo:
- Esqueci de fazer back-up do meu cérebro, por isso acabei perdendo tudo o que aprendi no semestre passado.

O QUE NINGUÉM duvida é que o futuro pertence ao computador. “Futuro? Que bobagem! Isso já está acontecendo no presente”, dirá alguém. Ok, está acontecendo, mas longe da proporção que certamente vai ter daqui a 30 ou 50 anos. Para se ter uma idéia do que isso significa, basta imaginar que no futuro vai ser comum ouvir crianças conversando nesse tom:
- Através do meu computador, invadi o computador do colégio e alterei todas as minhas notas...
- E daí, o que aconteceu?
- O computador do colégio invadiu o meu e apagou todos os meus games...

segunda-feira, 14 de dezembro de 2009

A baiana na Igreja Pentecostal


Colaboração enviada por leitor:

Uma baiana comenta sua situação aflitiva com um amigo, crédulo de uma dessas igrejas pentecostais:
- Estou numa maré braba, fio. Estou sem crédito na praça, devendo pra todo mundo. Não vejo solução. Já pensei em me matar. Estou desempregada e sem dinheiro, cheia de contas e carnês atrasados. Não há nada que dê jeito nessa situação.Já perdi a esperança! Acho que já estou doente e vou morrer mesmo...
O religioso:
- Calma! Não é nada disso... Você precisa de ajuda espiritual. Você conhece a minha igreja? É pertinho da rodoviária, quase em frente ao Iguatemi, fia. Pois é, na quarta-feira, tem uma sessão de descarrego, onde todos são curados ou aliviados, com uns 318 pastores e muita fé. Vai lá... Vamos te salvar!
Na quarta-feira, a baiana vai. No meio do culto é chamada ao palco e, entre outros desesperados, um pastor a agarra pelos cabelos e grita:
- Sai desse corpo, demônio! 'Disaloja!' Esse corpo não te pertence! Em nome de Jesus, te afasta desta alma boa!
E colocando a mão em sua testa e segurando pelos cabelos, grita:
- Estou ordenando: Em nome de Jesus, 'Disaloja!'... 'Disaloja!'... 'DISALOOOOOJAAAA!
E a baiana, aflita, grita:
- Casas Bahia! Lojas Americanas! Ponto Frio! Magazine Luiza, Cartão Visa, C&A! Marisa! Fininvest! Ibis! Losango! Casa&Vídeo! Bloco Camaleão! Camarote da Ivete! Precaju! Me acuda meu Deus antes que quebrem meu pascoço!

domingo, 13 de dezembro de 2009

Recordar é viver


Alguns leitores pediram e nós trazemos de volta:

NÃO É VERDADE que Tiradentes disse “Se mil vidas eu tivesse, mil vidas em daria pelo meu país”. Segundo biógrafos obscuros, que na época tiveram suas casas queimadas por partidários do alferes e tiveram que fugir do país às pressas, em direção ao Paraguai, o que ele realmente disse teria sido o seguinte: “Se mil vidas eu tivesse, em nenhuma delas eu ia querer saber mais de instrumentos de corda”.

NÃO É VERDADE que Dom Pedro II disse “Se é para o bem de todos e felicidade geral da nação, digam ao povo que fico”. Historiadores que foram expulsos da Academia Nacional de História, açoitados em praça pública e exilados numa ilha durante 40 anos, entre galinhas piolhentas e cães sarnentos, garantiram à época que o que ele disse teria sido diferente: “Se é para o bem de todos e felicidade geral da nação, digam ao povo que fico com todas as donzelas, inclusive as casadoiras, desde que as respectivas sogras sejam mantidas a prudente distância - que ninguém é de ferro”.

NÃO É VERDADE que Lincoln disse “Você pode enganar algumas pessoas o tempo todo, e todo mundo por algum tempo, mas não pode enganar todas as pessoas o tempo todo”. Segundo professores do Centro de Pesquisas Históricas de Washington, que na época tiveram a sola dos pés arrancada com alicate, o que Lincoln teria realmente afirmado foi o seguinte: “Você pode enganar algumas pessoas o tempo todo, e todo mundo por algum tempo e pode inclusive enganar todas as pessoas o tempo todo, desde que contrate bons marqueteiros”.

NÃO É VERDADE que Duque de Caxias disse “Os que forem brasileiros, sigam-me”. Segundo três oficiais que eram amigos dele – depois expulsos do Exército, presos e, durante 10 anos, tratados a pão e água nos dias de semana e só com água aos sábados, domingos e feriados – o que ele realmente disse teria sido o seguinte: “Os que forem brasileiros podem pegar uma praia descontraída agora, na seqüência um carnaval de arromba e, depois, havendo interesse e disposição, sigam-me”.

sábado, 12 de dezembro de 2009

Novas novelas - resumo de hoje

MUNDO VIP – No capítulo de hoje, Cientistas canadenses chegam ao Brasil para aplicar teste de QI em Luciana Gimenez. Só ela pode acabar de vez com a opinião maldosa de que não existe mais vida inteligente na televisão. Galvão Bueno tropeça no ego e fratura a língua em três lugares. Globo manda todo mundo tirar a roupa para melhorar ibope do Big Brother e Pedro Bial ameaça cortar os pulsos. Audiência de Gugu continua caindo. O golpe mais duro: sua mãe dá entrevista à “Veja” dizendo que nem ela suporta mais o filho na telinha.

sexta-feira, 11 de dezembro de 2009

Cantada de pobre


OS TEMPOS MUDARAM. Por conseqüência, não há por que estranhar que as cantadas também tenham mudado. Antigamente, o galanteio era uma arte. Hoje, do jeito que vai, não passa de um exercício de cinismo. Pior: aqueles que ainda teimam em apresentar um lado romântico são os chatos, os fora de moda. Ou não?

CANTADA ESTRANHA, que ouvimos de um sujeito já passado dos 50 anos, para uma moça que mal chegou aos 20:
- Tecnicamente, ter um caso comigo aproxima-se muito de um ato de caridade.

NUM MUNDO em que as coisas acontecem em ritmo alucinante, é compreensível que os casais também queimem etapas, passando rapidamente dos cumprimentos ao que interessa. Hoje em dia, “formalidades introdutórias” passaram a ter outro sentido, se é que me entendem. Um amigo, que já havia tomado várias doses de uísque numa festa, mostrou o que é sutileza em matéria de abordagem direta, quando se trata de levar alguém para a cama. A certa altura, chegou perto da moça e perguntou:
- Como é que você gosta do seu café da manhã?

TODA CANTADA tem como objetivo a gozação (não sei se fui suficientemente claro). Alguns caras têm a petulância de cantar as moças simplesmente para zoar com suas delicadas fuças. Veja esse exemplo, que alguém jura ter ouvido numa festa em Apucarana. O rapaz chega numa rodinha, é apresentado para a moça e pergunta, em alto e bom som:
- É verdade que você é uma verdadeira tiranossaura sexual?

É PRECISO ADMITIR que alguns homens, além da cara-de-pau, têm criatividade. Diz que um rapaz nutriu amor platônico durante anos por uma colega de classe. Ela, claro, nem aí. Algum tempo depois, a moça arranjou seu primeiro namorado. Fogaréu total. Mas como veio rápido, também rápido se foi e ela voltou a ficar sozinha. Um dia, numa festa de amigos, ela e o ex-pretendente, o pobre amante platônico, voltaram a se encontrar. Como ele havia tomado umas doses a mais, chamou a moça num canto, olhou para um lado, olhou para o outro e disse, meio sem jeito:
- Já que você perdeu a sua virgindade, por que não me entrega hoje pelo menos a caixa em que ela veio guardada?

quinta-feira, 10 de dezembro de 2009

Novas Novelas


DESCARADOS DO PLANALTO – No capítulo de hoje, Dilma flagra mais dois ministros comprando manjuba na feira livre com cartão corporativo. Trava-se violento bate-boca, pois a ministra afirma que o vale-manjuba está em vias de ser lançado como complemento do Bolsa Família. Gilberto Gil chega na casa de Caetano e o convida para assumir o Ministério da Frescura, mas este nega pretextando torcicolo no lóbulo auricular. Renan procura Mônica Veloso para fazer as pazes, mas a encontra nos braços de outro senador. Cena de pancadaria. Lobão assume o Ministério das Minas e Energia e desmente caso com Chapeuzinho Vermelho. Lula volta de viagem e convida Garibaldi para a inauguração da Vila Sésamo. Lobão troca Chapeuzinho por Branca de Neve, mas esta foge com os anões do orçamento.

quarta-feira, 9 de dezembro de 2009

Oração de um jovem brasileiro

PEDIDO DE NATAL

QUERIDO PAPAI NOEL,ESSE ANO VOCÊ LEVOU O MEU CANTOR E DANÇARINO PREFERIDO, MICHAEL JACKSON, MEU ATOR PREFERIDO, PATRICK SWAYZE, E A MINHA ATRIZ PREFERIDA, FARRAH FAWCETT...
QUERO LEMBRAR A VOCÊ QUE O MEU POLÍTICO FAVORITO É O LULA...

Conversa entre aposentados


Esse e-mail foi enviado por leitor. Trata-se de uma conversa entre três amigos com mais de 50 anos, já aposentados:
- O que você tá fazendo na vida, Toninho? (ex-executivo da Pirelli)
- Bem... eu montei uma recauchutadora de pneus. Não tem aquela estrutura e organização que havia quando eu trabalhava na Pirelli, mas vai indo muito bem.
- E você, José? (ex-gerente de vendas da Shell)
- Eu abri um posto de gasolina. Evidentemente também não tenho a estrutura e a organização do tempo que eu trabalhava na Shell, mas estou progredindo.
- E você Marcos? (ex-funcionário do Congresso Nacional)
- Eu montei um puteiro...
- Um puteiro?
- É! Um puteiro! É claro que não é aquela zona toda que é o Congresso Nacional, mas já tá dando lucro!

terça-feira, 8 de dezembro de 2009

A informática e a família


DE VEZ EM QUANDO as empresas de informática lançam no mercado um novo produto que promete melhorar o computador da gente. “Chegou uma atualização para o seu programa de fotografia”, diz o técnico. Algumas dessas atualizações devem ser compradas, outras podem ser feitas pela própria Internet. É de se imaginar porque a natureza não criou essa possibilidade em relação aos seres humanos. Randy Glasbergen, cartunista americano, fez um cartum em que uma senhora chega numa loja e pede ao balconista:
- Preciso de programa de atualização para o meu marido. Um que possa corrigir a sua pronúncia, a sua gramática e, principalmente, as suas opiniões.

QUEM SABE NO FUTURO isso venha a ser possível. A informática aprimorando a dimensão comportamental do ser humano. Nos botecos, a gente ouviria diálogos mais ou menos assim:
- Comprei o Esposa.6, a nova versão de processador que faz as mulheres realizarem seis tarefas simultaneamente, com pacote adicional de aversão a telenovelas e a gastos com cartão de crédito.
- Esse aí já está ultrapassado. Bom mesmo é o Esposa.7, que vem com blindagem de antivírus a Ricardão. Um amigo lá do escritório instalou o Esposa.6 e um hacker entrou no sistema. E pelo jeito entrou no sistema sem camisinha e sem nada...

COMO SERIAM os programas de atualização para os demais familiares? Para os filhos, o Garoto.5, programa capaz de expandir a memória cerebral a fim de caber, além de games, músicas, nomes e endereços de garotas, um pouco da programação escolar. Para as filhas, a última novidade seria o Lady Compact.03 Real Processor, programa com extensor de memória e pacote de arquivos para ajudar na higiene pessoal, na organização do quarto, nas tarefas escolares, na maquiagem e na escolha e combinação de roupas e calçados em apenas cinco minutos.
Muito útil também seria o Sogra Snake Criator.5, um programa originalmente usado para manejo de répteis, mas com ligeiras adaptações para uso doméstico.

segunda-feira, 7 de dezembro de 2009

Últimas palavras

NINGUÉM DE NÓS tem a menor noção de qual será a última frase que diremos antes de morrer. Mas, se nos fosse dada a oportunidade de fazer essa escolha, que frase diríamos? Difícil saber. O que não é tão difícil é imaginar que muitas das frases abaixo certamente foram as últimas de um número razoável de pssoas. Veja:
- Atire então se você for homem!
- Vamos atravessar correndo que dá.
- Que pernas lindas tem a sua irmã!
- Adoro essas ruas à noite, pois são super tranqüilas.
- Tem certeza que não tem perigo?


- Meu sonho sempre foi saltar de para-quedas. E neste instante vou realizá-lo. Eu mesmo o dobrei!
- Que botão vermelho é esse?
- Confie em mim.
- Aqui é o piloto. Vamos passar por uma leve turbulência.
- Capacete? Imagina, tá calor.


- Essa arma é de verdade ou de mentira?
- Desce desse ônibus e me encara de frente, sua bicha!
- Você é grande mas não é dois!
- Que assalto, coisa nenhuma! Eu vou é te cobrir de porrada!
- O que acontece se a gente apertar esse negócio?
- É Pitbull, mas é mansinho.
- Sogrinha, posso comer um poquinho desse arroz doce horroroso que você faz?

sábado, 5 de dezembro de 2009

Manual da Brochada


E ESSA AGORA? Estudos clínicos apresentados recentemente no 23º Congresso Europeu de Urologia, em Milão (Itália), comprovam a existência de uma relação estreita entre o tamanho da barriga do homem e a disfunção erétil, nome mais chique para a impotência sexual. Segundo os estudos, o excesso de gordura acumulada no abdômen não afeta apenas a aparência física, mas também a saúde sexual do homem. Isso porque o acúmulo de gordura abdominal é um dos sinais da síndrome metabólica e pode estar associado à redução das taxas do hormônio testosterona.
Da famosa série “Problemas para se empurrar com a barriga”.

sexta-feira, 4 de dezembro de 2009

Family life


NUM RESTAURANTE, ouvimos esse curioso comentário:
- Primeiro falaram na televisão com imagem tridimensional. Lá em casa a gente já tinha uma: a pessoa aparecia na tela com três bocas e seis orelhas. Agora estão falando em televisão digital e a nossa também já é: só funciona se a gente sentar o dedo.

FINAL DE ANO é época para reavaliar algumas coisas. As correrias da vida, por exemplo. Deve ser por isso que alguém diz ter ouvido a seguinte observação de um sujeito para sua esposa:
- Acho que a gente precisa passar mais tempo com as crianças... Quantas delas nós temos mesmo?

JÁ QUE o assunto é família, lembrei a experiência de um sujeito cuja esposa está se formando em Direito. Nos últimos meses, a obrigação de cumprir horário no núcleo de aplicação, de estudar para as provas finais e de elaborar e apresentar o maldito Trabalho de Conclusão de Curso (TCC), as atenções para a família minguaram até o ponto zero. Estranhamente, ela não riu quando ele, noite dessas, chegou sentou-se para jantar e disse:
- Nossa, que legal! Sólidos desnatadados e desidrogeneizados, com sopa artificial de vegetais sintéticos e sobremesa instantânea para microondas, com aroma tipo imitação de pêssego! Igualzinho minha mãe e minha avó sempre faziam!

quinta-feira, 3 de dezembro de 2009

VIDA URBANA

Diz que aconteceu de verdade. Toca o celular, o sujeito acorda assustado. No visor, aparece apenas “Privado”. Ele atende o telefone e ouve uma voz chorosa:
- Pai, eu fui assaltado pai, eles me pegaram, estou com eles pai!
Ele então responde, ainda com voz sonolenta:
- Calma, filho. Onde você tá? O papai vai te ajudar, certo? Mas antes, só uma coisinha: você precisa nascer primeiro!
No aparelho só se ouviu o tu, tu, tu...

quarta-feira, 2 de dezembro de 2009

Seu Arruda, que pouca vergonha!


Deve ser duro para a revista “Veja”, pouco tempo depois de publicar nas páginas amarelas entrevista em que um contrito José Roberto Arruda aparece como Madalena arrependida, que ao se eleger governador do Distrito Federal teria dado a volta por cima em relação às inúmeras lambanças que emporcalham sua biografia política. Muitos dos que leram a entrevista devem ter pensado: “Esse aí parece que tomou jeito”. Nem parecia mais o homem que renunciou ao cargo de deputado para escapar da cassação no triste episódio da fraude do painel de votação, ainda nos tempos em que o Congresso estava nas mãos do coronel ACM. Na “Veja”, Arruda falava em ética, em transparência e em como estava modernizando a administração do DF e combatendo a corrupção. Pffff...
Corta para as cenas de Arruda botando um pacotaço de cédulas no bolso, pedindo uma sacola e dizendo que era arriscado sair com aquela dinheirama de qualquer jeito. As imagens mostram não só ele, mas outros tantos de seu governo enlameados dos pés ao cabelo. No caso de Arruda, dos pés ao couro outrora cabeludo. Não adianta: José Roberto Arruda é a conversão que nunca aconteceu.
Mas parece que aí está apenas a ponta do iceberg. Como o dinheiro sujo do governo do DF ia para parlamentares distritais, pode-se esperar isenção no encaminhamento de um impeachment? Como o dinheiro sujo do governo do DF, ao que tudo indica, também ia para figurões do Judiciário local, pode-se esperar isenção num urgente pedido de afastamento do governador, absolutamente necessário até que tudo seja devidamente investigado e esclarecido?

terça-feira, 1 de dezembro de 2009

Companheiros, a luta continua!


PARA QUEM ACHA que o governo já tem programas demais, uma notícia: Brasília prepara uma saraivada de novas ações para garantir os índices de popularidade da administração federal. Uma lista à qual tivemos acesso e que vai ser revelada agora, em primeira mão. Acompanhe:

FONTES SIGILOSAS nos adiantaram que depois do PAC (Pão, Água e Circo), está sendo preparado o Balanço de Operações Legislativas Avançadas (Bola). Na prática, vai funcionar assim: sujeito deu bola fora em pronunciamento na Câmara ou no Senado, leva uma bolada nas costas. Ou é condenado a ouvir discursos da Dilma Roussef todo dia, durante seis meses.

OUTRA AÇÃO que estaria em andamento é o Programa Intensivo de Auxílio Didático ao Analfabeto (Piada). A meta, como o nome diz, é erradicar o analfabetismo entre adultos de todo o Brasil o que inclui, naturalmente, aulas e cursos intensivos com boa parte dos membros do próprio governo.

IMPORTANTE MESMO é o Programa de Revisão Organizacional dos Poderes Institucionais Nacionais e Autárquicos, popularmente chamado de Propina. Tem como objetivo destravar engrenagens, abrir portas nas repartições públicas, desemperrar processos e outros procedimentos similares. Era para ter sido lançado no ano passado, mas a comissão que o elaborou recebeu propina para adiá-lo por mais seis meses.

TAMBÉM SE DEVE lembrar aqui a Frente Extra Ruralista de Reorganização de ONGs Urbanas (Ferrou). E o que dizer da Base de Operações Sociais Trabalhistas e Agrárias, cuja sigla foi logo descartada sob o argumento de que “não cheiraria bem às classes trabalhadoras”? Para acabar com a crise no setor aéreo, está em fase de formatação o Centro de Aviação Internacional Unificada (Caiu). Por fim, alguém nos lembra que existe ainda a FRENTE (Ferrou o Resto que Estava Na Tola Esperança).
Que mais podemos esperar?

segunda-feira, 30 de novembro de 2009

Homem na cozinha II - A Missão


OUTRAS RECEITAS muito criativas, extraídas do “Manual Prático da Cozinha para Homem Preguiçoso”: “Sopa de Água Fria”, feita com água in natura, despejada numa tigela. Pode ser consumida com colher ou canudinho. De preparo rápido e fácil, tem a vantagem de ser diurética e de não pesar no estômago.

Se a fome for grande, porém, recomenda-se a “Torta de Resto de Tudo que Sobrou na Geladeira”. Coloca-se tudo numa forma e leva-se ao microondas, deixando por cerca de dez minutos. Atire a pasta resultante desse processo na parede. Quando colar, estará pronta para servir.

Consumir com moderação.

sábado, 28 de novembro de 2009

Sejamos mais vivos!

POR FORÇA DE ALGUMA pobreza intelectual, muitos jornalistas, sempre que vão fazer reportagem sobre personalidades, começam com um “Se fulano de tal fosse vivo, estaria completando hoje...”. Foi assim que vimos, dia desses, uma mocinha num canal por assinatura começando sua reportagem: “Se Elis Regina fosse viva, estaria completando 64 anos...”. Disso isso e seguiu com uma série de obviedades sobre a cantora.
Agora só falta alguém começar uma reportagem assim: “Se Shakespeare fosse vivo, estaria completando hoje 444 anos. E, provavelmente, chutando o pau da barraca por não conseguir a sua aposentadoria por idade...”.

sexta-feira, 27 de novembro de 2009

And so this is Christmas...


ACHEI NOS MEUS VELHOS arquivos um jogral para o Natal. É provável que ele nunca venha a ser apresentado. De qualquer forma, lá vai:


Voz masculina: A primeira coisa que mais me chateia no Natal é...
Todos: Armar árvore de Natal!
Voz masculina: A segunda coisa que mais me chateia no Natal é pendurar luzinhas coloridas...
Todos: E armar árvore de Natal!
Voz masculina: A terceira coisa que mais me chateia no Natal é ressaca.
Todas as mulheres: E armar árvore de Natal!
Todos os homens: E pendurar luzinhas coloridas!


Voz masculina: A quarta coisa que mais me chateia no Natal é ter que mandar um monte de cartões de Natal pra gente que ainda não sabe usar e-mail.
Todas as mulheres: E mandar cartões e armar árvore de Natal!
Todos os homens: E pendurar luzinhas coloridas!
E alguém com voz de bêbado: E ressaca!


Voz masculina: A quinta coisa que mais me chateia no Natal é ter que abraçar alguns parentes e amigos que passam o ano inteiro me ignorando ou, pior, me zombando.
Todas as mulheres: E armar árvores de Natal e pendurar luzinhas coloridas!
Todos os homens: E mandar cartões e agüentar a ressaca.


Voz masculina: A sexta coisa que mais me chateia no Natal é ter que suportar show do Roberto Carlos e toda a programação de televisão.
Todas as mulheres: E armar árvores de Natal e pendurar luzinhas coloridas e mandar cartões!
Todos os homens com voz de bêbado: Beber o peru, comer o vinho e agüentar a ressaca.


Voz masculina: A sétima coisa que mais me chateia no Natal é pedir uma coisa e o sacoleiro vir do Paraguai com outra completamente diferente.
Todas as mulheres: E armar árvores de Natal e pendurar luzinhas coloridas e mandar cartões!
Todos os homens com voz de bêbado: Cumprimentar a leitoa, morder a sogra e agüentar a ressaca!


Voz masculina: A oitava coisa que mais me chateia no Natal é abrir os presentes na noite da véspera, cercado por crianças ansiosas, e ver por todo lado a etiqueta: “Baterias não incluídas”.
Todas as mulheres: E armar árvores de Natal e pendurar luzinhas coloridas e mandar cartões!
Todos os homens com voz de bêbado: E para enfrentar a ressaca passar o dia seguinte tomando todas: todas as cápsulas, todas as pílulas e todas as injeções de glicose na veia...

quinta-feira, 26 de novembro de 2009

Homem na cozinha


POUCAS COISAS SÃO mais engraçadas do que um homem que não sabe fazer nada na cozinha tentando se virar para driblar a fome. Algumas das piores invenções da humanidade surgiram desse jeito. A lei do menor esforço nos diz que nenhum prato vale a pena se exige mais tempo no preparo do que no consumo. Deve ser pensando assim que surgiram alguns pratos asiáticos. O sujeito certamente estava tão esfomeado que temperou o peixe e comeu. Só depois de saborear o último pedaço ele se lembrou que tinha esquecido de fritar, mas aí já era tarde. Tinha acabado de inventar o sashimi.

NESTA LINHA, Alexandre Inagaki inventou recentemente mais um valoroso item do “Manual Prático da Cozinha para Homem Preguiçoso”. Trata-se do Miojo Cru. Ingredientes: 1 pacote de miojo. Instruções: abra o pacote de miojo, usando suas habilidades manuais. Se você for meio desajeitado, pode recorrer ao auxílio de uma faca, tesoura ou até mesmo dos dentes. Separe de lado o saquinho com o tempero do miojo, que não será utilizado nesta receita (posteriormente, você pode reaproveitá-lo a fim de temperar o arroz ou a salada). Se bem que há quem aprecie turbinar seu miojo cru com o tempero; essa parte fica a critério do freguês.
A seguir, desfrute desta refinada iguaria quebrando-a em pequenos pedaços e enfiando-os em sua boca. É recomendável mastigar bem cada pedaço antes de engoli-lo, caso contrário sua garganta poderá se ferir durante o processo de deglutição.

UM LEITOR que experimentou a receita disse que este é o famoso Macarrão Zen: zen graça, zen gosto e deve ser deglutido zen tempero e zen grandes expectativas...

quarta-feira, 25 de novembro de 2009

Capitalismo selvagem


DIZ A LENDA que um conhecido empresário comprou um cão mastim que, de tão grande e medonho, parecia um lobisomem. O animal ficava deitado em um tapete, ao lado de sua mesa. Aos empregados que entravam na sala, o patrão dizia que o animal era ensinado. Depois acrescentava:
- Quer ver? Finja que vai pedir um aumento...

Assinale a alternativa correta:


Sobre esta foto, é correto dizer que:

A ( ) É um tratamento de acne, realizado através do SUS
B ( ) O garoto resolveu compensar, depois que alguém disse que tem um parafuso a menos
C ( ) O garoto pediu para a sogra apertar seus cravos, mudou de idéia, mas já era tarde
D ( ) A e C estão corretas
E ( ) Nenhuma das alternativas

terça-feira, 24 de novembro de 2009

Pequeno Manual do Insulto

DOIS GAROTOS brigam na hora do recreio, cada um querendo espinafrar a família do outro:
- As lentes dos óculos da sua mãe são tão grossas, mas tão grossas, que ela vê até o futuro.
- E a sua? Tem um olho tão grande que se o olho dela fosse de vidro teria peixe dentro.
- Sua casa é tão apertada que a gente tem que sair pra fora pra poder mudar de idéia.

- Sua mãe é tão gorda que eu fui andar em volta dela e acabei me perdendo.
- E a sua é tão gorda que foram dar uma volta dela com uma moto e acabou a gasolina.
- Seu irmão é tão gordo que só aparece inteiro em foto feita por satélite.
- E o seu tio? É tão burro que tentou se enforcar num telefone sem fio.

- Seu avô bebe tanto que vive correndo atrás de carro estacionado.
- E o seu? É tão burro que entra em loja de R$ 1,99 e diz para a vendedora que está só olhando os preços.
- Sua tia é tão gorda que uma foto dela caiu da carteira e partiu o assoalho.
- E a sua é tão gorda que acorda por seções.

segunda-feira, 23 de novembro de 2009

Mais Fernanda Young pelada!


Esta é pra todos vocês que ameaçaram não entrar mais aqui se o blog continuasse postando foto de mulher pelada. Qualé? Sou canibal, gosto de carne!

Baiano é bicho porreta!

O baiano fazia muito tempo que não dava uma.Chegou na zona e disse para a menina:
- Quanto você cobra?
- 100 real.
- Muito caro, tá doido! Que isso? Muito caro!
- Então 50 real.
- Não, não... Eu só tenho 12 conto.
- É muito pouco... Por este valor eu não dou.
- Então eu te dou 12 conto e o meu celular.
A gata pensou, pensou, avaliou o momento econômico e disse:
- Topo.
Foram para o quarto, deram uma senhora de uma trepada... O baiano levantou, botou as calças e deu R$ 12 para a menina, que perguntou:
- E o celular?
- Anote aí... 8805-9423!

sábado, 21 de novembro de 2009

sexta-feira, 20 de novembro de 2009

Diogo Mainardi, ninguém merece!


Minha paciência com o Diogo Mainardi sempre foi curta. Mas a implicância com ele está além do ódio gratuito que muitos nutrem pela sua coluna na “Veja” ou pelos seus comentários frequentemente inoportunos no GNT. Começou quando ele, num esforço evidente, quis ocupar o vácuo deixado pelo Paulo Francis. Acompanhei o Francis desde os tempos do Pasquim. Pode-se dizer que era arrogante, muitas vezes chato e preconceituoso. Mas o Francis tinha uma erudição que era um tutano grosso se comparada ao mingau ralo servido pelo Mainardi.
Obviamente, para ocupar o lugar do Francis, Mainardi tinha que lançar mão de recursos como frases de efeito, tiradas sarcásticas e posições polêmicas – no melhor estilo “soy contra”. Como frasista, Diogo Mainardi é um fiasco acabado. Nunca li uma frase dele que tivesse cara de candidata a figurar num desses livros de citações. Tiradas sarcásticas? Mainardi parece gostar mais do estilo vômito de bílis, ainda que isso em muitas circunstâncias soe pobre e inconveniente.
Sobram as polêmicas. Nisso também Diogo Mainardi é mestre em meter os pés pelas mãos. Um de seus textos que mais detestei – e que passou quase incólume pela opinião pública (que felizmente parece estar defecando solenemente para o que diz o colunista da “Veja”) – foi o ataque estúpido à figura do Carlos Drummond de Andrade. Descreveu o poeta como figura associada à “pieguice”, ao “sentimentalismo ginasiano” e a um “lirismo kitsch”. Ok, como todos, Drummond também tem seus baixos. Mas eu ousaria dizer que mesmo espremendo os miolos por incontáveis dias Diogo Mainardi não seria capaz de produzir algo parecido com o pior dos poemas de Drummond.
Cansa, irrita e enoja essas piruetas de Diogo Mainardi para chocar as pessoas e abrir seu espaço ainda que na cotovelada. É lamentável que muita gente ainda encontre ânimo para se deliciar com toda essa bobajada inconseqüente. De resto, quem quiser conhecer melhor o que há por trás dos textos do Mainardi, use o link http://www.projetobr.com.br/web/blog?entryId=8094 e veja o que foi escrito pelo Luis Nassif.

quinta-feira, 19 de novembro de 2009

A frieza dos relacionamentos

Quem é casado sabe: se não tiver jogo de cintura, o relacionamento vai mesmo por água abaixo. E bota jogo de cintura nisso! O próprio Papa já afirmou que o segundo casamento é uma praga, numa espécie de convocação geral para que todo mundo procure manter a primeira união. “Para o Papa é fácil. Ele não é casado”, reage um desbocado aqui ao lado.
Já existe estudo comprovando que os relacionamentos estão se tornando cada vez mais frágeis por causa do ritmo de vida do mundo moderno. Homens e mulheres buscam ocupar seu espaço no mercado de trabalho, passaram a conviver menos e, quando estão juntos, compartilham mais problemas do que qualquer outra coisa. Aos poucos, a vida a dois vai esfriando, esfriando...
Lembra aquela história do sujeito que foi levado ao juiz sob acusação de necrofilia. Havia feito sexo com uma mulher morta. O caso ganhara as páginas dos jornais, além de grande espaço no rádio e na televisão. Houve protestos nas ruas, grande bafafá. O juiz estava indignado:
- Em 20 anos de magistratura, nunca ouvi falar de uma coisa tão nojenta, tão vil e tão baixa. Eu gostaria que o senhor me desse uma única razão para não metê-lo na cadeia e jogar a chave fora!
O homem respondeu:
- Eu vou dar três boas razões. Primeira: não gosto que se metam na minha vida pessoal. Segunda: ela era minha esposa. E terceira: eu não sabia que ela estava morta. Ela sempre agia assim...

Aparelho estranho para mulher I

terça-feira, 17 de novembro de 2009

Olha a Fernanda Young de novo!


Seja aqui no blog, seja no Twitter, a verdade é que as fotos da Fernanda Young na Playboy continuam gerando polêmica. Para uns, foi uma iniciativa infeliz da revista. Para outros, como eu, a Fernanda tem lá seus encantos e o ensaio foi bem conduzido pelo Bob Wolfenson. O que você acha? Deixe seu comentário e concorra a uma tatuagem da Dilma no lado esquerdo da bunda...

Parole

“ATRASADO, VÍRGULA!”. Com esta frase, um amigo contestava, dia desses, alguém que o corrigia a respeito de um assunto qualquer. Ficamos pensando, por um instante, sobre o que a vírgula tem a ver com essa história. O correto seria fazer a objeção assim: “Atraso, ponto!”. Porque é o ponto que dá início a outra idéia. Ou, quem sabe, “Atrasado, ponto e vírgula!”.
Mas é certo que a vírgula também tem o poder de mudar todo o sentido da frase. Veja este exemplo, enviado por um leitor:
“Se o homem soubesse o valor que tem a mulher andaria de quatro a sua procura”.
Se você for mulher, certamente colocou a vírgula depois de mulher. Se você for homem, certamente colocou a vírgula depois de tem.

segunda-feira, 16 de novembro de 2009

Ratos e homens

Deu na coluna “Gente Boa”, de “O Globo”. Artista finlandês radicado no Rio, Kristofer Paetau resolveu inovar na matéria-prima de suas criações. Usa couro de rato para a confecção de suas peças. Quem usaria algo assim? Bom, por enquanto ele convenceu alguns travestis a vestir a coleção. Talvez na esperança de que um monte de gatos saiam correndo atrás deles...

sábado, 14 de novembro de 2009

Gostei da Fernanda Young na Playboy


Não sei por que tanta gente criticou as fotos da Fernanda Young na Playboy. Eu até achei legal o ensaio do Bob Wolfenson. Ela não é assim nenhuma boazuda, lá isso é verdade. Mas ainda tem os acessórios necessários para uma boa farra. Tudo bem, para uma farra então. Como na semana passada nós brincamos aqui com o tema, colocando fotos de uma senhora tatuada depois de prometer as fotos da Nandinha, houve quem chiasse, dizendo que era fraude contra o consumidor. Para esses chorões, aí está uma foto - esta sim, verdadeira - da Fernanda na Playboy. Apreciem antes que seja tirada do ar...

Gostosa é a vovozinha!

sexta-feira, 13 de novembro de 2009

Novas mensagens psicografadas...

Mas não reconhecidas oficialmente como tal:
- Querida, voltei duas ou três vezes para te puxar pelo pé, mas pelo jeito você nunca mais ficou em casa à noite.
- Amarildo, já preparei seu lugarzinho aqui onde estou. Venha só de cueca, porque é quente pra diabo.

- Nildão, encontrei aqui do outro lado todo mundo para quem você deve. Você não sabe a surpresa que te aguarda.
- Pessoal, para meu desgosto descobri que aqui no inferno tem academia de ginástica. E o instrutor é o próprio Demo.

quarta-feira, 11 de novembro de 2009

ASSINALE A ALTERNATIVA CORRETA



Com base na observação atenta desta foto, você diria que se trata de:
A ( ) Um cateterismo realizado pelo SUS
B ( ) Um prefeito envolvido no escândalo dos Sanguessugas, sendo punido pelo TCU
C ( ) Um paciente acordando num hospital público, após sentir pontada no peito
D ( ) O Pedro Bial, sendo acordado por um dos derrotados do Big Brother 9
E ( ) O presidente do Palmeiras, recebendo discreto estímulo dos torcedores
F ( ) Nenhuma das anteriores

O argentino e o tubarão

Enviada por leitor:


Em visita ao litoral do Rio Grande do Sul, o Papa foi levado a percorrer algumas praias, onde se presenciou uma cena impressionante. Algumas pessoas gritavam, desesperadas, apontando para o mar. Forçando a vista, Sua Santidade pode ver um jovem, vestido com a camisa da seleção argentina, lutando desesperadamente contra o ataque de um tubarão.
O pânico era geral, mas três homens vestindo camisetas da seleção brasileira se aproximaram da água. Um arremessou um arpão que acertou no corpo do tubarão; o segundo arrancou o argentino ensangüentado de sua enorme boca, enquanto o terceiro abatia a feroz criatura, com vigorosas cacetadas.
Depois de levar o argentino, inconsciente, até a areia, os três gaúchos arrastaram o tubarão até as proximidades de uma camionete e colocaram na caçamba. Ainda cansados, os gaúchos foram levados até as proximidades do Papa-Móvel. O Papa, visivelmente emocionado, lhes dirigiu uma bênção especial.
- Caríssimos irmãos brasileiros: a cena que hoje presenciei me ensinou muito acerca da grandeza dos homens, filhos de Deus. Sem considerar a rivalidade que existe entre os brasileiros e argentinos, um gesto nobre, superior e heróico, levou estes abnegados brasileiros a salvar um irmão argentino das garras da morte. É um grande exemplo para a busca da paz entre os homens sempre em conflito!


O Papa se despediu e, enquanto o Papa-Móvel se afastava, um dos gaúchos perguntou aos outros:
- Buenas, qual é a deste velho padreco?
- Mas bah tchê! Deixa de ser atrasado, índio velho, este é o Papa, o Santo Padre, o gaudério que fala direto com o Patrãozito lá de riba. Ele tem a sabedoria divina.
- Barbaridade, sabedoria divina ele pode ter, mas não entende nada de pesca de tubarão.
- Tchê de Deus, cadê a isca ?
- Tá vendo! O argentino fugiu de novo!

Respeito ao consumidor


A “Folha de S. Paulo” trouxe artigo recentemente mostrando aquilo que todo mundo está careca de saber: que as empresas de telefonia continuam campeãs isoladas em matéria de reclamações no Procon. Um grande volume de reclamações chega a essas empresas, mas elas não dão a mínima. Maltratam e humilham o consumidor, que acaba se cansando de ficar na linha e se conforma com o aparelho estragado ou o serviço de má qualidade. Desses, uma parcela menor apela ao Procon, que resolve o problema de uns e deixam outros a ver navios. Uma parcela menor ainda, depois do Procon, apela à Justiça. E a gente já sabe o que é a Justiça no Brasil.

Estamos enviando aos deputados federais a sugestão de um projeto de lei assim: cada empresa que tiver determinado volume de reclamações no Procon será obrigada, sempre que veicular um anúncio, a pôr uma advertência no final, mais ou menos como é feito hoje com os cigarros. Imagina a cena: determinada empresa de telefone celular põe um anúncio na tevê: “Neste dia das mães, não deixe sua mãe falando sozinha. Dê um celular de presente para ela. Conheça os nossos modelos e as nossas condições de pagamento”. Em seguida vem a advertência: “O Saco – Serviço de Advertência ao Consumidor – informa: esta empresa vende aparelhos com defeitos, depois deixa seus clientes feito um bando de otários ligando o dia inteiro para suas centrais telefônicas, quase sempre congestionadas e com atendentes que têm QI de marmota narcolétptica”.

Ou então um anúncio de carro. “Se você não dirigiu um dos nossos novos modelos, não sabe o que é conforto e tecnologia. Agora na versão Total Flex, para você ter mais liberdade na hora de abastecer”. Aí entra o alerta: “Atenção, o Saco – Serviço de Alerta ao Consumidor – informa: essa montadora vem recebendo em média 43 mil reclamações por mês ao longo deste ano. Se você quiser comprar uma carroça, vá em frente. Só não reclame depois por ter feito papel de burro”.

Por fim, imagine certas propagandas de remédio: “Se aquela dor de cabeça demora pra passar, tome o composto de Gorgoreba, que é 100% natural. Tome o composto de Gorgoreba e diga adeus à enxaqueca!”. Daí entra o alerta: “O Saco – Serviço de Alerta ao Consumidor – informa: esse medicamento causa frieira, irritação no couro cabeludo e, em caso de uso prolongado, flacidez crônica no corpo cavernoso!”.
Que tal?

terça-feira, 10 de novembro de 2009

A pedidos...

MICHELLE OBAMA, mulher do presidente Barack Obama, confessou à revista Glamour Magazine que seu marido ronca e acorda cheirando mal.
Certamente o homem perdeu ponto entre as estagiárias da Casa Branca.

MAS NÃO É exatamente esse tipo de sinceridade que está faltando também aqui, na política brasileira? Imagina dona Marisa Letícia, esposa do presidente Lula, desmentindo o molusco supremo durante suas entrevistas.
- O Lula disse que não sabia de nada no caso do mensalão, mas é tudo mentira, viu? Ele, o Zé Dirceu, o Genoino, o Gushiken e outros envolvidos são tudo farinha do mesmo saco. Tem que ser muito idiota pra pensar de outra forma...
Já pensou o bafafá quer seria?

AS MULHERES, acredite, têm o poder de nos reduzir a pó de traque, sobretudo as que convivem intimamente conosco e, por isso, conhecem nossos temores, nossas manias e fraquezas. Todo mundo sabe, por exemplo, que o presidente dos EUA, George W. Bush, não tem a inteligência e a formação intelectual como seus pontos mais fortes. Vive cometendo gafes e dando mancadas. Recentemente, sua esposa Laura, num evento para três mil pessoas, deu uma traulitada no presidente que pode ser a ponte de tudo o que ela sente em relação às trapalhadas do marido:
- Não sei como foi que nós nos conhecemos. Eu era uma bibliotecária que passava 12 horas diárias na biblioteca, um lugar que George, claramente, nunca freqüentou.

segunda-feira, 9 de novembro de 2009

O cotovelo da vovó judia

Enviada por leitor:
Uma avó judia está ensinando seu endereço ao neto, que vai visitá-la com sua mulher.
- Quando vocês chegarem ao prédio, na porta da frente tem um grande painel. Eu moro no apartamento 301. Apertem o botão 301 com o cotovelo, que eu abro a porta. Entrem, o elevador está à direita. Entrem, e apertem o 3 com o cotovelo. Quando vocês saírem, meu apartamento está à esquerda. Com o cotovelo, apertem a campainha.
- Vó, parece fácil, mas... por que tenho que apertar todos esses botões com o cotovelo?
- O quê? Vocês estão vindo de mãos vazias?

Mais respeito com o velhinho!


REPORTAGEM MOSTRA que a expectativa de vida do brasileiro deve continuar subindo até o final da década. Isso é bom. Um número cada vez maior de pessoas vai ter que aprender a envelhecer. E outro tanto vai ter que aprender a conviver com os idosos. Hoje, esse relacionamento nem sempre é dos melhores, o que é uma pena. Há muito que aprender com os velhinhos, inclusive em matéria de bom humor. O avô de um amigo nosso demora tanto, mas tanto para tomar o café da manhã, que o rapaz fez a seguinte advertência dia desses:
- Vô, anda logo que esse iogurte aí vai vencer em três dias!

JÁ O PADRINHO septuagenário de um amigo falava com o vizinho, mais ou menos da mesma idade:
- Lembra há 40 anos, quando a gente queria ter a cara do Francisco Cuoco? Pois é, agora nós conseguimos...

sábado, 7 de novembro de 2009

Cambuta de filhadapada!

O Google Analytics me mostra aqui que um monte de gente entrou no blog, de sexta para sábado, por conta da chamada das fotos da Fernanda Young... Ok, foi uma brincadeira. Eu lá tinha as fotos da Playboy! O episódio, porém, serviu para mostrar que a massa rude que circula na net está mesmo atrás é de sacanagem. Uns acham a Fernanda velha, outros feia, outros sexy, gostosa, estilosa ou sei lá o que. A verdade, porém, é que tanto uns quanto outros correram para ver as fotos dela pelada. Vocês merecem que o mundo acabe em 2012. Que o calendário maia esteja certo e que vocês sejam todos sugados pela grande vagina da hecatombe universal!

sexta-feira, 6 de novembro de 2009

Exclusivo: as fotos da Fernanda Young pelada!




Apesar de todo o sigilo, acabaram vazando as fotos da Fernanda (não tão Young) para a Playboy. Veja aqui, com exclusividade. Aproveite e faça o download grátis antes que a Editora Abril nos processe e busque por força judicial a retirada do material do blog!

quinta-feira, 5 de novembro de 2009

Gostosa é a vovozinha!

Feitas as contas...

TENHO DINHEIRO suficiente para durar até o resto da vida. A menos que eu resolva comprar alguma coisa.

Salve-se quem puder!

CERTOS POLÍTICOS agem como aquele sujeito que matou o pai e a mãe e depois, durante o julgamento, pediu clemência, definindo-se como “um pobre órfão”.

quarta-feira, 4 de novembro de 2009

Sobre pernas de pau


NESSES TEMPOS em que o desmatamento é tema tão presente, aí vai uma piada que foi contada por um leitor:


DISTRAÍDO, o tipo atravessava a linha do trem ao mesmo tempo que o trem estava passando. Resultado: teve uma das pernas bruscamente arrancada. Ele senta-se na calçada e exclama em lágrimas:
- Logo a boa! Logo a boa!
Um dos transeuntes, que observara o acidente, abaixou-se para consolá-lo e percebeu que a perna perdida era uma perna de pau.
- Meu amigo - disse ele. - Você tem que erguer as mãos para o céu! Você só perdeu a sua perna de pau!
- Eu sei - respondeu o homem, choramingando. - Mas foi logo a de mogno! Logo a de mogno!

A festa do Juvenal

Essa colaboração foi enviada por um leitor. Veja que final divertido e surpreendente:

Juvenal estava desempregado há meses. Com a resistência que só os brasileiros têm, ele foi tentar mais um emprego em mais uma entrevista. Ao chegar ao escritório, o entrevistador observou que o candidato tinha exatamente o perfil desejado, as virtudes ideais e lhe perguntou:
- Qual foi seu último salário?
- Salário mínimo, respondeu Juvenal.
- Pois se o senhor for contratado, ganhará 10 mil dólares por mês!
- Jura?
- Que carro o senhor tem?
- Na verdade, agora eu só tenho um carrinho pra vender pipoca na rua e um carrinho de mão!
- Pois se trabalhar conosco ganhará um Audi para você e uma BMW para sua esposa! Tudo zero!
- Jura?
- O senhor viaja muito para o exterior?
- O mais longe que fui foi para Belo Horizonte, visitar uns parentes...
- Pois se o senhor trabalhar aqui viajará pelo menos 10 vezes por ano para Londres, Paris, Roma, Mônaco, Nova Iorque etc.
- Jura?
- E digo mais: o emprego é quase seu. Só não lhe confirmo agora porque tenho que falar com meu gerente. Mas é praticamente garantido. Se até amanhã (sexta-feira) à meia-noite o senhor não receber um telegrama nosso cancelando, pode vir trabalhar na segunda-feira.

Juvenal saiu do escritório radiante. Agora era só esperar até a meia-noite da sexta-feira e rezar para que não aparecesse nenhum maldito telegrama.
Sexta-feira mais feliz não poderia haver. Juvenal reuniu a família e contou as boas novas. Convocou o bairro todo para uma churrascada comemorativa com muita música. Sexta de tarde já tinha um barril de chope aberto. Às 9 da noite a festa fervia. A banda tocava, o povo dançava, a bebida rolava solta. Dez horas e a mulher de Juvenal aflita, achava tudo um exagero.
A vizinha fogosa, interesseira, já se jogava pra perto do Juvenal.
E a banda tocava!
E o chope gelado rolava!
O povo dançava!
Onze horas, Juvenal já era o rei do bairro.
Gastaria horrores para o bairro encher a pança. Tudo por conta do primeiro salário. E a mulher resignada, meio aflita, meio alegre, meio boba, meio assustada.
Onze horas e cinqüenta e cinco minutos, vira na esquina buzinando feito louco uma motoca amarela...

Era do Correio!
A festa parou!
A banda calou!
A tuba engasgou!
Um bêbado arrotou!
Um cachorro uivou!
Meu Deus, e agora? Quem pagaria a conta da festa?
- Coitado do Juvenal! Era a frase mais ouvida.
- Jogaram água na churrasqueira!
O chope esquentou!
A mulher do Juvenal desmaiou!
A motoca parou!
- Senhor Juvenal Batista Romano Balbino?
- Si... si... sim, so... so... sou eu...
A multidão não resistiu...
- Ooooohhhhhh!!!
- Telegrama para o senhor...
Juvenal não acreditava...
Pegou o telegrama, com os olhos cheios d'água, ergueu a cabeça e olhou para todos.
Silêncio total.
Respirou fundo e abriu o telegrama.
Uma lágrima rolou, molhando o papel.
Olhou de novo para o povo. A consternação era geral.
Tirou o telegrama do envelope, abriu e começou a ler.
O povo em silêncio aguardava a notícia e se perguntava. - E agora? Quem vai pagar essa festa toda?
Juvenal recomeçou a ler, levantou os olhos e olhou mais uma vez para o povo que o encarava...
Então, Juvenal abriu um largo sorriso, deu um berro triunfal, depois disse eufórico:
- Pode tocar a festa, gente! Foi só minha mãe que morreu...

terça-feira, 3 de novembro de 2009

Ruminantes

Esta foi contada por um amigo que há seis anos está em Portugal. Não sei se aconterceu de verdade ou se é apenas uma piada.
Diz que o rapaz entrou num trem de passageiros mascando chiclete, coisa que lá os nossos amigos lusitanos chamam de "pastilha elástica". O cidadão sentou-se em frente a uma senhora idosa. A determinada altura, a mulher, depois de muito observá-lo, disse:
- Jovem, é muito simpático da sua parte tentar falar comigo. Mas eu sou completamente surda e não ouço uma palavra do que você está me dizendo...

LV Guo-Hong (China)

Só o pó da gaita

Ressacão brabo. A bem da verdade, hoje o Finado sou eu.

sexta-feira, 30 de outubro de 2009

Tudo esclarecido


Música: Itamar Assumpção
Letra: Alice Ruiz

tudo esclarecido
entre as coisas
e os seus
sig
ni
ficados
o que se viveu
tá vivido
o assunto
virou passado
e o que passou

esquecido

entre as coisas esquecidas
estão as melhores lembranças
entre as coisas perdidas
estão os grandes achados

Esquecimento global

DE UNS TEMPOS para cá, tudo contribui para o aquecimento global. Até a flatulência bovina. Ou, em português de boteco, o pum das vacas e bois. O gás espalhado pela ventosidade desses animais atingiria a camada protetora na atmosfera, expondo o planeta aos raios danosos do Sol.
Churrasqueiros de todo o planeta, uni-vos!

CALMA LÁ, pessoal. Talvez a idéia de devorar todo o gado do planeta como forma de salvar a vida na Terra tenha sido precipitada. Militantes da Peta (People for the Ethical Treatment of Animals), algo como “Pessoas pela Ética no Tratamento de Animais”, afirmam que comer carne contribui mais para o aquecimento global do que todos os veículos utilitários juntos.
O assunto deixa a gente com os nervos à flor da pele. Nervosas, muitas pessoas comem mais, lotando as churrascarias. Cada pedaço de picanha é um passo rumo ao apocalipse.

JÁ SE ORGANIZA na Internet até lista de potenciais causadores de aquecimento global. Por exemplo, as besteiras ditas pelo Lula, pelo Chavez e pelo presidente Bush. Para se produzir tanta besteira, é preciso provocar atrito nos dois neurônios. E atrito, naturalmente, causa calor. Também causam aquecimento global o umbigo da Camila Pitanga, as olheiras do Serra, a plástica da Dilma e, dizem, o ensaio que a Mônica Veloso, ex-mulher do Renan Calheiros, para a Playboy.

HÁ DIAS, um amigo nos disse que um estudante apresentava trabalho sobre o aquecimento global, quando foi aparteado por um colega que discordou de suas teorias. Os dois acabaram trocando palavras ásperas e em poucos segundos estavam se atarracando e repartindo sopapos. “Por pouco não colocaram fogo no mundo”, explicou.
Em resumo, esse negócio de aquecimento global é assim: se todo mundo não esfriar a cabeça, só vai piorar...

quinta-feira, 29 de outubro de 2009

Jacarés e hidrantes

“SE VOCÊ ACHA que os nossos vereadores, deputados e senadores são os campeões em criar leis sem sentido, precisa conhecer o que fazem os concorrentes americanos”. Assim começa texto que recebemos da Editora Matrix, divulgando o livro “É Proibido Amarrar Jacarés aos Hidrantes”. São 160 páginas, com um panorama sobre as leis mais absurdas já elaboradas nos EUA.

POR EXEMPLO, em Pacific Grove, na Califórnia, é proibido molestar borboletas; esquecer-se de fechar uma porteira é contra a lei, em Nevada; empinar pipas é um ato ilegal em Schaumburg, Illinois; e bater ou sacudir tapetes na rua, para tirar-lhes a poeira, é estritamente proibido, em Cambridge, Massachusetts.

MUTOS TEXANOS ficarão surpresos ao saberem que, por lei, os cabos de suas enxadas não podem medir menos do que 1,22 m de comprimento. Talvez ainda mais perturbadora seja a revelação de que os cidadãos de Indiana não podem ficar sexualmente excitados em público, sob pena de irem para a cadeia. Ainda de acordo com o livro, em Illinois, escutar clandestinamente suas próprias conversas é um crime. Na Virginia, é ilegal cuspir em qualquer calçada. No Alabama, é ilegal embebedar um animal em praça pública. Para entrarem no Kentucky, as abelhas precisam ter “atestado de saúde”.

SÃO CRIATIVOS esses gringos. Mas continuam perdendo feio para nós. Afinal de contas, em que outro país se encontra vereador querendo revogar a lei da gravidade ou querendo obrigar a pintura de chifres e cascos de animais com tinta fluorescente para evitar acidentes à noite nas estradas?

quarta-feira, 28 de outubro de 2009

Gostosa é a vovozinha!

A verdadeira roubada


MUITA GENTE já entrou em fria por causa de bandido, mas o que aconteceu há algum tempo em Maringá, no Paraná, foi, literalmente, de arrepiar os cabelos. Funcionários de um açougue foram rendidos por assaltantes e presos na câmara de congelamento à noite. As vítimas permaneceram no local por uns 15 minutos. Dois homens armados renderam três funcionários e o casal de proprietários. Depois de pegar todo o dinheiro do cofre, trancaram as vítimas na câmara, utilizada para congelar carne, e fugiram. A temperatura no interior do refrigerador chega a -15°C.
Provado mais uma vez: para enfrentar os criminosos de hoje em dia, é preciso ter sangue frio.

ASSALTOS COM resultados estranhos não acontecem apenas no Brasil. Há dias, ficamos sabendo que um homem no Arkansas (EUA) estava tão afobado para tomar uma cerveja, que resolveu jogar um tijolo contra a vitrine de uma loja. A idéia, claro, era roubar algumas garrafas e fugir. Ele apanhou um tijolo e o jogou com todas suas forças contra a vitrine, mas o tijolo bateu e voltou, acertando exatamente a testa dele, que ficou desmaiado no chão até a polícia chegar. A vitrine era de Plexiglass inquebrável e a cena foi filmada pela câmera de segurança da loja.
É o que dá quando um cabeça dura resolve enveredar pelo mundo do crime.

NEM SEMPRE é preciso uma câmara frigorífica para pôr os outros em fria. Depois de ter parado para tomar todas num bar, o motorista de um ônibus em Austin, Texas, percebeu que os 11 doentes mentais que deveria levar para um asilo, fugiram. Tentando esconder sua negligência, foi até uma parada de ônibus e ofereceu transporte de graça para as pessoas que estavam esperando no ponto. A seguir, foi até o asilo e entregou os passageiros, dizendo que eram muito perigosos e inventavam historias incríveis para tentar fugir.
O engano só foi descoberto vários dias depois...

terça-feira, 27 de outubro de 2009

Arrependei-vos!

A gente ri dos salvadores da pátria, gente que se imagina com poderes além da conta que, na maioria das vezes, não tem poder para ir além das botinas. Experimente então olhar para os salvadores do mundo. É difícil saber onde está a linha que separa a loucura do charlatanismo. O que não se discute, porém, é o quanto eles conseguem ser engraçados.

Nesta semana, recebemos e-mail reproduzindo alguns anúncios nesta linha e que são de rachar o bico. Um deles apresenta o “Profeta Luiz Cláudio”. Segundo o próprio anúncio, trata-se de um “ex-travesti, ex-presidiário, ex-bruxo” e ex-outras coisas, inclusive ex-portador do vírus da Aids. “Agora casado com uma mulher que não tem útero e com dois filhos”, acrescenta o texto...

E o que dizer do anúncio de Carlos Magalhães, de uma tal de “Assistência Mundial”? Ele se apresenta como indicado para o Prêmio Nobel de Fisiologia pela descoberta da quarta parte da mente humana, denominada essência, “o maior fato da Psicologia, depois de Sigmund Freud”. Modéstia é coisa que não existe no dicionário de Magalhães, que se intitula “Salvador do Planeta”, promete orientação espiritual e, claro, pede que façam depósitos em seu nome em qualquer agência do Banco do Brasil ou do Bradesco.

Pior, só mesmo Pai Ambrósio, que andou colando anúncios em postes e paredes de várias cidades com o seguinte texto: “Resolvo os problemas amorosos e profissionais. Curo qualquer doença (até viadagem). Curo qualquer vício. Encontro cão perdido. Tiro unha encravada e fimose”.

Mais engraçado que isso, só mesmo uma faixa na frente de uma pequena igreja, anunciando, com todas as letras: “O pastor Lúcio Hermano, que morreu após uma facada no coração, estará contando seu testemunho e agradecendo a Deus pelo milagre!”.


Alerta: as trombetas do anjo vingador vão soar a qualquer momento. Haverá choro e ranger de dentes. Banguela paga só meia...

O Bicho


Vi ontem um bicho
Na imundice do pátio
Catando comida entre os detritos.

Quando achava alguma coisa;
Não examinava nem cheirava:
Engolia com voracidade.

O bicho não era um cão,
Não era um gato,
Não era um rato.

O bicho, meu Deus, era um homem.


Manuel Bandeira
Rio, 27 de dezembro de 1947

segunda-feira, 26 de outubro de 2009

A los hermanos argentinos!


CONVERSEI DIA DESSES com um argentino. Eu quis saber o que dizem a nosso respeito no país deles. No começo, ele quis enrolar, temendo alguma represália. Depois, aos poucos, foi botando as manguinhas de fora:
- Mira, hombre, creo que este es um país muy hermoso, pero la gente...

QUIS SABER DELE o que há de errado com os brasileiros. Confesso que o tom e o nariz empinado começavam a me dar nos nervos. Ele então acrescentou:
- Tenemos un montón de problemas com la corrupción en Argentina, pero ustedes son los campeones. Todos los dias, en todas partes, vemos noticias sobre la corrupción en su país. Nadie puede apoyar...

TENTEI MOSTRAR a ele que as coisas mudaram nas últimas décadas. Que um presidente caiu por causa da corrupção, que derrubaram também o Severino Cavalcante, presidente da Câmara, e chegaram a prender o juiz Lalau. Lembrei que o próprio Renan Calheiros teve que entregar a presidência do Senado para escapar à cassação. Ele não se fez de rogado:
- No sea tonto, hombre. Tenemos que pagar propina a los guardias porque no queremos problemas em las carreteras. Tenemos que pagar propina para el hombre que se ocupan de nuestro coche, al camarero, al oficial del hotel y para todo el mundo. Este país es broma...
Vi depois que broma significa piada.

NÃO PRECISA DIZER que a essas alturas parecia esgotada qualquer possibilidade de diálogo com o argentino. Para piorar, a certa altura ele fez uma alusão às nossas mulheres:
- La única cosa que no puede quejarse de Brasil es las hermosas chicas, el típica sexy apelación de sus companeras y sus hijas...
Foi o suficiente. Disse a ele que um país que tem um presidente chamado Cristina e uma primeira-dama chamada Nestor devia pensar melhor ao falar sobre essas coisas...